terça-feira, 9 de novembro de 2010

Figueirense vs. Avaí, o clássico de Florianópolis

13 de abril de 1924. Foi nessa data que Avaí e Figueirense jogaram pela primeira vez uma partida de futebol. Esse dérbi, disputado há 86 anos, é o mais antigo ainda em disputa no futebol catarinense.

Mas esse fato está consumado hoje só porque um ano antes, em 1923, um comerciante de Florianópolis, chamado Amadeu Horn, por acaso conheceu alguns garotos que se organizavam toda semana e jogavam uma “pelada” no bairro Pedra Grande. Amadeu ofertou a eles bolas de futebol, chuteiras e também uniformes – camisas azuis e brancas, calções e meias azuis –, homenageando as cores do clube para o qual torcia, o Riachuelo, time extinto do futebol catarinense. Depois disso, resolveram fundar um clube de futebol, presidido pelo próprio comerciante, que o batizou de Avahy Foot-Ball Club. A origem do nome é a batalha do Avahy, ocorrida durante a Guerra do Paraguai.

Nessa época, no Bairro da Figueira, o arquirrival do Avaí já tinha dois anos de vida. Em 12 de junho de 1921, o sindicalista João dos Passos Xavier, juntamente com um grupo de amigos, fundou o Figueirense Futebol Clube. A diferença na criação dos clubes é lembrada até hoje pelos torcedores, pois é dito que, enquanto o Avaí era uma equipe provinda da elite, o Figueirense veio do povo. (fonte: Maury Dal Grande Borges - 85 Anos de Bola – 1996).

Daí nasceu a rivalidade entre os times da capital catarinense. Até os dias atuais existe o rótulo de “time da elite” para a equipe avaiana, enquanto o Figueira é conhecido como time das massas. Esse fato já foi relatado pela Folha de S.Paulo, em 23 de outubro de 1997, quando o jornal comparou o Alvinegro com o Corinthians, por ser um time das massas, estar cheio de dívidas trabalhistas, salários atrasados. Do outro lado, o Avaí sempre contava com o apoio dos torcedores em horas difíceis como essas. Os empresários e comerciantes torcedores do time não deixavam a equipe afundar.

Primeiro confronto

O primeiro jogo, que aconteceu em 1924 e foi vencido pela equipe do Figueirense, já é uma mostra dos grandes embates que os clubes protagonizaram. O placar foi de 4 a 3 para o Alvinegro, tendo em vista que o Avaí vencia a disputa por 3 a 0. O jogo foi realizado no Estádio Adolpho Konder, que na época ainda não tinha esse nome, era chamado de “Campo da Liga” – ele só viria a se tornar um estádio em 1930 e passou a pertencer ao Avaí. A partida foi um amistoso.

O ano de 1999

Esse ano ficou marcado para as equipes catarinenses. Mais do que isso, foi a prova de que os dois times voltaram de vez para o cenário nacional. Avaí e Figueirense passaram por décadas difíceis. Quando ambos chegaram a jogar a segunda divisão do catarinense, cogitou-se na capital a fusão dos times para tornar um forte e competitivo para tirar a superioridade de Criciúma e Joinville. O ano de 1999 foi feito de disputas históricas. A primeira delas, válida pela primeira fase da Copa do Brasil. O Avaí acabava ser campeão da Série C do Campeonato Brasileiro e eliminou o Figueira, vencendo por 2 a 1 no Orlando Scarpelli e garantindo a vaga com um empate sem gols na Ressacada.

Com a rivalidade ainda mais acirrada, houve mais um clássico, quando os times chegaram a final do campeonato catarinense daquele ano. Era a oportunidade do Alvinegro dar o troco no rival, que estava em alta. Mas, no primeiro jogo, não foi o que aconteceu: na Ressacada, o Avaí meteu 2 a 0 e deixou uma difícil missão nas mãos do rival. Mas, no Orlando Scarpelli, o Figueirense, que precisava de uma vitória no tempo normal e um empate na prorrogação, seguiu a cartilha e cravou o resultado: 2-1 e 0-0. Destaque para o artilheiro da competição, Genilson, autor dos dois gols alvinegros.

Sobe-e-desce no Brasileirão

Em 2001, os arquirrivais tiveram a oportunidade de subirem juntos para a elite do futebol nacional. Ambos jogaram o quadrangular final da Série B, mas o Figueirense, com um empate (2-2) e uma vitória (2-0) sobre o Avaí, ajudou a destruir o sonho do Leão. O Figueira, por sua vez, voltava à elite após 23 anos.

Ele lá permaneceu até o ano de 2008, ano em que, mesmo vencendo o Internacional em casa por 3 a 1, na última rodada, terminou o campeonato na 17º posição, caindo, assim, para a Série B de 2009. Coincidentemente, o Avaí acabara de ficar em terceiro lugar na segundona, garantindo o acesso à Série A, após uma espera de 30 anos. Esse fato gerou muitas brincadeiras por parte da torcida avaiana.

O curioso é que, ao fim deste ano, pode ocorrer a mesma situação, mas de modo inverso. O Figueira está prestes a conseguir o acesso para a primeira divisão. Do outro lado, na Série A, seu arquirrival Avaí luta incessantemente contra o descenso. Vamos torcer para que haja o dérbi no Brasileirão do ano que vem. Os times se enfrentaram apenas duas vezes em Campeonatos Brasileiros da Primeira Divisão, ambas em 1976. Cada um venceu uma partida por 1 a 0.

Estádios e Torcida

Para substituir o Adolpho Konder, aposentado em 1983, o Avaí, que não podia ampliar o antigo estádio devido à sua localização, construiu o Estádio Aderbal Ramos da Silva (Estádio da Ressacada) para ser sua sede. A capacidade é de 17.800 pessoas.

Do outro lado, o Orlando Scarpelli, estádio do Figueirense, localizado na região continental de Florianópolis, foi construído no dia 12 de junho de 1960 e é o maior da capital, com espaço para 19.069 torcedores.

Os estádios contribuem para a divisão das torcidas existente em Florianópolis, sendo que os torcedores do Avaí se concentram na parte da ilha, enquanto que os alvinegros estão mais presentes no continente. Isso não nasceu assim, tendo que os clubes são originários do Bairro da Figueira e do Bairro Pedra Grande, respectivamente.

As torcidas organizadas famosas dos clubes são os Leãos da Ilha, Mancha Azul e Leão Metal, (Avaí); os Gaviões Alvinegros e Barrigueira (Figueirense).

Números do confronto:


(Por Murilo da Luz e Diogo Rodrigues)

13 comentários:

  1. Ei, Figayra, vai tomar no cu!!!!!!!! ***TMA***

    ResponderExcluir
  2. VAI TOMA NO SEU CU AVAIANO DE MERDA DESCE PRA B PRA FICA MAIS 30 ANOS MOFANDO LA LIXO!!!
    TOGA-FGP1991

    ResponderExcluir
  3. "Avaí era uma equipe provinda da elite, o Figueirense veio do povo" #eujásabia! Dá-lhe, Figueira, alvinegro de Floripa! Rumo à série B, Avaí!!

    Ps: pena que os comentários acima não são condizentes com a qualidade do post.

    ResponderExcluir
  4. o gambazada pode chorar o avai vai ficar na série A! NÃO CAIO NÃO CAIO NÃO CAIO!

    ResponderExcluir
  5. Oleeeeeeeeee oleee lugar de avaiano é serie B Oleeee oleeeeeee

    ResponderExcluir
  6. o TMA tu não sabe de nada o meu alvinegro figuera é o melhor de todos o avai é ruiim a palavra avai ja dis olha só a de alejados v de vesgos a austrolapitecos i indios retartados

    ResponderExcluir
  7. --' vao toma no cu avaianos, vsf seus merdalhoes, chora chora choraa viadoss... Figueeraaaaaaaa ♥

    ResponderExcluir
  8. vão toma no cu seus avaianos filhos da puta vocês são tudo um bando de merda seus bixas

    ResponderExcluir
  9. GAVIÕES PORA
    PAU NO CU DO LEÃO

    ResponderExcluir
  10. Avaiano diz que é grande,
    Avaiano diz que é mau,
    Mas na hora da porrada a gaviões quem desce o pau!
    T.O.G.A PORRA !

    ResponderExcluir
  11. ANDERSON COXA BRANCA DISSE

    DA-LE VERDAO DO PARANA TEM A MAIOR TORCIDA DO SUL DO BRASIL

    ResponderExcluir
  12. AQUI É MANCHA AZUL!!! PAU NO CU DA GAYVIOES,SÓ LEVAM PAU DA MANCHA!!!SEUS FRACOS

    ResponderExcluir
  13. pra traz e pra frente pau no cu do figayrence

    ResponderExcluir