quinta-feira, 7 de outubro de 2010

AtleTiba, duelo de paranaenses apaixonados pelo futebol

Tudo começou quando um grupo de jovens, descendentes de colonos germânicos, moradores de Curitiba e apaixonados por esportes, foram apresentados a Frederico Fritz Essenfelder, que trazia da cidade de Pelotas (RS) uma grande novidade: um objeto esférico revestido por couro. Após alguns cabeceios e embaixadas, Fritz apresentou o objeto aos colegas, explicando que se tratava de uma bola de futebol.

Os curitibanos não perderam tempo. Conseguiram uma área entre as ruas João Negrão e Marechal Floriano, atrás do quartel da Polícia Militar, onde passaram a praticar o futebol e tomar conhecimento de suas regras e determinações. E logo chegou o primeiro convite: uma partida na cidade de Ponta Grossa. Enfim, no dia 23 de outubro de 1909, os jogadores entraram em campo pela primeira vez para defender o time da cidade de Curitiba. Na ocasião, o time de Ponta Grossa venceu a partida por 1 a 0, gol marcado pelo inglês Charles Wright. Estava criada a primeira versão do atual Coritiba Foot-Ball Club. A data oficial de fundação ficou sendo 12 de outubro de 1909, pois exatamente naquele dia chegara o convite oficial para a realização da primeira partida de futebol em Ponta Grossa.

Três anos depois, Joaquim Américo decidiu, em 22 de maio de 1912, fundar um novo clube de futebol em Curitiba. Naquele dia, na sede do Jockey Club, na Praça Zacarias, nascia o Internacional Foot-Ball Club. O nome significava uma negação aos times de colônia, predominantes na cidade na época. Em pouco tempo o Internacional se transformara num dos principais clubes do Estado. Com um plantel recheado, foi possível montar seis times. De 1912 a 1915, quando ainda não existiam competições oficias no Paraná, o clube promovia festivais contra as equipes reservas, destacando-se o América e o Americano.

Em 1914, descontentes com a condição de time reserva, os componentes do América decidiram se desvincular do Internacional, fundando o América Foot-Ball Club, que utilizava as cores vermelha e branca em seu uniforme. Dez anos depois, no dia 21 de março de 1924, os diretores do Internacional e do América reuniram-se para discutir uma fusão dos dois clubes, assunto que vinha sendo comentado há mais de um ano. Depois de muita conversa, resolveram se unir e, assim, surgiu o Clube Atlético Paranaense.

O primeiro jogo oficial

O primeiro confronto entre Atlético Paranaense e Coritiba ocorreu em 20 de abril de 1924, numa partida de trinta minutos. O Atlético levou a melhor: 2 a 0, gols de Ary e Motta. A validade do resultado é contestada, pois não se tratava de uma partida oficial com noventa minutos de duração. Sendo Assim, o primeiro Atletiba oficial aconteceu no Campeonato Paranaense de 1924, no dia 8 de junho. O Coritiba venceu por 6 a 3, com quatro gols de Ninho.

Nasce
a rivalidade

Inicialmente, a rivalidade tinha base nas origens destes clubes, com cada um deles representando uma camada social, sendo o Coritiba o clube dos alemães. A própria fundação dos clubes tem certa dose de competição, já que os fundadores do Internacional, um dos clubes que deram origem ao Atlético, eram dissidentes do Coritibano, que mais tarde se transformou no Coritiba.

Porém, um fato que dizem ser a origem de toda a rivalidade existente entre os dois times começou a florir num jogo amistoso. A loja de calçados "Fox" propôs para Coritiba e Atlético a disputa de um amistoso cujo vencedor receberia uma singela taça. A partida terminou empatada em 1 a 1, com o alviverde assinalando seu gol de empate nos minutos finais da partida. A gana das equipes em busca do troféu foi tão grande ao ponto de que muitos atribuem a este fato o início da rivalidade entre os dois clubes. Como não houve vencedor, nova partida foi marcada. Resultado: 4 a 4. Na terceira partida, em pleno estádio da Baixada do Água Verde, (primeira casa do furacão, com gol do meia Ernesto, o Coritiba venceu por 1 a 0 e levou a taça para casa. As partidas foram disputadas nos dias 06/09/1925, 20/02/1927 e 20/03/1927, respectivamente.

Apelido Coxa-branca

Em outubro de 1941, quando a II Grande Guerra ainda estava em andamento, a dupla AtleTiba decidiu um campeonato regional pela primeira vez. Na primeira partida, disputada no Estádio Joaquim Américo, o dirigente atleticano Jofre Cabral esbraveja a plenos pulmões: "Alemão... quinta coluna... COXA BRANCA". Os insultos tinham um alvo: Hans Egon Breyer, alemão de nascimento e zagueiro da equipe alviverde. As ofensas acabaram servindo de estímulo à equipe alviverde, que venceu por 3 a 1. Na partida final, mais um triunfo, desta vez por 1 a 0. O título foi muito comemorado e o termo Coxa-Branca, com o passar do tempo, virou sinônimo da torcida do Coritiba.

Livro conta a história do Dérbi

O maior clássico do Paraná já rendeu até livro. Atletiba, a paixão das multidões, lançado em 1994 pelos jornalistas Vinícius Coelho – que torce para o Coritiba – e Carneiro Neto – atleticano desde criança.

O maior artilheiro de AtleTibas é Neno, ex-atacante do Coxa, que marcou 20 vezes. Dos jogadores que estão em atividade, o centroavante Brandão – ex-Coritiba, atualmente no Olympique de Marselha (FRA) - é o maior artilheiro do dérbi, com oito gols marcados entre os anos de 1995 e 2000.

Em 1995, os arquirrivais conseguiram, juntos, o acesso para a Série A do Brasileirão de 1996. O Atlético conquistou o título, da Segunda Divisão, enquanto que o Coritiba foi o vice. O Furacão contava com a segurança do volante Leomar, que chegou a ser capitão da Seleção Brasileira, além da dupla de ataque formada por Paulo Rink e Oseás. O baiano de trancinhas, aliás, foi o artilheiro da competição, com 14 gols. No Coritiba, os destaques eram os pratas-da-casa Claudiomiro e Alex, além do veterano Gralak. No seu primeiro ano profissional, Alex teve participação fundamental no acesso do Coxa. Ele fez o gol que abriu caminho para a vitória por 3 a 0 sobre o arquirrival Atlético, na penúltima rodada do quadrangular final da Série B. No seu site oficial, Alex escolheu esse dérbi como sua partida inesquecível pelo Coritiba.

A Arena da Baixada, inaugurada em junho de 1999, ficou com o simbólico título de estádio mais moderno do Brasil por muito tempo (talvez até a construção do Engenhão para os Jogos Panamericanos de 2007). Como dizem os coxas-brancas, o Coritiba 'carimbou' a Arena, vencendo seu rival por 2 a 1 no primeiro dérbi realizado por lá. De certa forma, os atleticanos também podem se gabar por terem 'carimbado' o ano do centenário coxa-branca, conquistando o título estadual de 2009.

Coritiba e Atlético são os maiores vencedores do Campeonato Paranaense, com 34 e 22 títulos, respectivamente. Ao longo da história do torneio, os arquirrivais já protagonizaram 18 finais. Quem leva vantagem? Ninguém. Cada um derrotou seu rival em nove decisões. Em 2010, o Coritiba sagrou-se campeão estadual com uma rodada de antecipação, vencendo um AtleTiba, no Couto Pereira, por 2 a 0. Foi o único confronto dos arquirrivais neste ano, já que eles disputam divisões diferentes do Campeonato Brasileiro.

No fim de setembro até rolou um AtleTiba online. A disputa era pra ver qual Twitter oficial de cada clube conseguia angariar o maior número de seguidores. Até a data desta postagem, a briga permanece acirrada, mas o Furacão leva ligeira vantagem: 6938 seguem o @atleticopr, contra 6626 que acompanham o @coritibaoficial.

Números do confronto:


(por Lucas Gadbem e Diogo Rodrigues)

21 comentários:

  1. minha sugestão é a final do campeonato paranaense 2005, nos penaltis LIMA, Ex pakita que jogava no CAP marcou ...

    alias, atletiba agora só em 2011, se as pakita subi .. 2º divisão é fod*

    -tem também esse ano, o clássico (Não um Atletiba) ams o Classico do Frango - COXA vs ASA .. chega a dar pena !

    ResponderExcluir
  2. tem q fala q no centenario dos coxas eles perderam a taça pro atletico

    ResponderExcluir
  3. vcs estão rezando para não ter atletiba ano que vem... nios últimos 8 atletibas, sendo 4 na arena, não perdemos nenhum... só o Marcos Aurélio tem 4 gols em 5 jogos! a última vitória atleticana aconteceu na final de 2008, o que não adiantou nada porque o Coxa foi campeão do mesmo geito na soma dos resultados... vcs deveriam salientar a única final de um torneio nacional envovlendo a dupla... A copa BH onde a piazada do Coxa manteve a tradição e meteu bucha nos coitadinhos!

    Alex comu AtleTiba!

    ResponderExcluir
  4. Esse foi foda

    http://www.youtube.com/watch?v=aCUL1EQvHFo&feature=related

    tem esse também:

    http://www.youtube.com/watch?v=NcMrkrUEqsk&feature=related


    DALHE FURACÃO

    ResponderExcluir
  5. Rá! Eu poderia supor que o CAP tem uma passado de troca de nome, fusão, enfim, viração de folha ssim como o ex-Ipiranga das Minas Gerais!! Time de tradição não troca de nome não!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma coisa é inegável, o coxa tem um grande passado. Já o Furacão tem um grande presente e um grande futuro.

      Excluir
  6. 28/02/2011 - 3 anos sem perder do atletico, 1030 dias sem saber o que é perder um atleTIBA.....DA-LHE VERDÃÃÃO

    ResponderExcluir
  7. 5 anos seguidos e ininterruptos disputando a Primeira Divisao... 2190 dias... e o coxinha ???

    0 dias seguidos hoauhuoehouahouheoahoauhouea...

    ResponderExcluir
  8. A maior goleada do confronto é Coritiba 6x0, em 14/11/1959 pelo Campeonato Paranaense.

    ResponderExcluir
  9. acabei de olhar no twitter, o Coritiba em um unico perfil tem 26.571 seguidores, enquanto o timinho da baixada,time que não cai, mas usa do peito uma estrela cinza e que ao que tudo indica disputará a 2º divisão em 2012, tem 15.003 seguidores em um perfil e 7.194 em outro, somando os dois que provavelmente são seguidos por mesmos usuarios não alcançam o Coritiba....
    Meu Coritiba, AMO você...

    4 anos sem perder pro atretico e ainda vamos fazer festa no ultimo jogo da baixada, vamos comemorar a queda, uahauhauhauahuaha

    ResponderExcluir
  10. SEGUNDA DIVISÃO.......SEGUNDA DIVISÃO.......

    ResponderExcluir
  11. ESSES PODLEES ARROGANTES ETÃO AONDE É O LUGAR DELES! NA SEGUNDOOONA! JUNTO COM O paranito!

    SEMPRE SERÃO O SEGUNDO DO ESTADO DO PARANÁ, NÃO ADIANTA CHORAR!

    CORITIBA FOOT BALL CLUB É A TRADIÇÃO DO FUTEBOL PARANAENSE, JÁ O atrético É UM BEBEZINHO NO FUTEBOL BRASILEIRO!

    E OUTRA A MAIOR GOLEADA DO CLÁSSICO FOI..
    CORITIBA 6 x 0 Atrético EM 14 DE NOVEMBRO DE 1959

    ResponderExcluir
  12. esse sim é pho_da
    http://www.youtube.com/watch?v=Z6VWllCYUY0

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. Esse então nem se fala
    http://www.youtube.com/watch?v=SI8bEr3JV8I

    ResponderExcluir
  15. E esse então ?
    http://www.youtube.com/watch?v=YrBm5KldagI

    ResponderExcluir
  16. piada mesmo!
    e agora poodles!
    kkkkk
    cassico na segunda é patetico!
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    kkkkkkkkkkkkkkk
    ei aidetico vai toma no cú

    ResponderExcluir
  17. uhauhauhauhauhauhauaua o incaivel clube atletico paranaense vai jogar com o parana.... onde??? na serie B... entenderam??
    B
    B
    beeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee
    chupa atletico

    ResponderExcluir
  18. Só corrigindo: a maior goleada de todos os tempos é Coritiba 6 x 0 Atlético em 14 de novembro de 1959 e a maior invencibilidade é do Coritiba com 14 jogos entre 31 de agosto de 1977 e 7 de outubro de 1979. No período citado no site o Atlético ficou 8 e não 20 jogos invicto.

    ResponderExcluir